You are currently browsing the tag archive for the ‘derrota’ tag.

Como pode um esporte mexer tanto com uma nação? E como pode uma nação depender tanto de um esporte pra sentir-se nação?
Por que o nosso patriotismo aflora somente em época de Copa do Mundo da FIFA (sim, a copa é dela)?
É hora de assimilar que a seleção não é do Brasil, mas da CBF, uma instituição pouco transparente e altamente comprometida com interesses comerciais.
É hora de tentarmos percebermo-nos nação por outros motivos. E eles existem!
É hora também de reformular a própria estrutura do futebol e de tantos outros esportes no Brasil.
Apenas força de vontade, garra e orações não são suficientes para bons resultados. É preciso investimento sistemático, campeonatos nacionais atrativos e muito, mas muito, treinamento e trabalho.
Outra coisa, não precisamos ter a fleuma germânica, mas a instabilidade emocional dos jogadores foi além da conta. E esse foi um dos elementos determinantes. Se não, como explicar quatro gols tomados em apenas seis minutos?
É como é comum em nossa cultura, quando algo dá errado, em vez de procurarmos consertar, procuramos alguém em quem colocar a culpa, a culpa não é da Dilma ou do PT, que, como ficou evidente, não “compraram” o resultado da Copa.
Aqueles que puderam comprar os caros ingressos pra assistir os jogos serão os primeiros a se revoltar, porque, afinal, “estão pagando”, e esperavam espetáculo. Mas triste mesmo será para os mais pobres, os que já não têm tanto do que se gabar, os que já não têm tantos motivos pra se alegrar. Ficaram também sem a Copa.
E como se dizia que não se podia politizar o sucesso da seleção, também não se pode politizar seu fracasso. Mas claro que isso é esperar demais dos honrados políticos brasileiros.
Mas o show precisa continuar e a vida vai muito além do retângulo de um campo de futebol.
Na arena da vida é preciso ser forte, assimilar as derrotas e nunca desistir. Então, bola pra frente, Brasil.

Blog Stats

  • 143,222 hits

Algumas palavras sobre mim.

Professor de Direito na UFRR - Universidade Federal de Roraima.
Promotor de Justiça no MPRR - Ministério Público de Roraima.
Cristão que se pretende progressista.
Casado com a Clarissa, luz dos meus dias.
Um aprendiz.

%d blogueiros gostam disto: