Márcio Rosa da Silva

Tenho utilizado este espaço para demonstrar minha indignação com os desvios, deturpações, abusos e equívocos de setores da igreja cristã. Assim, tento colaborar para um retorno à simplicidade do evangelho. Mas hoje quero fazer uma defesa da igreja que se pauta pelo evangelho, da igreja cristã, do grupo de pessoas unidas pela mesma fé e com o mesmo propósito.

Acredito que a Igreja ainda é o lugar onde podemos ser confrontados com o sobrenatural de Deus, com Sua Palavra que transforma e dá sentido à vida. É o lugar onde muitos são libertos dos piores vícios, reconstituem a família, são curados de doenças da alma. É o lugar onde aprendem sobre o relacionamento com Deus e com as pessoas, não apenas teoricamente, mas na vivência. É o lugar onde oramos, clamamos, às vezes choramos, mas sempre recebemos a resposta de Deus que se apraz em chamar sua casa de “casa de oração”, lugar onde as pessoas se derramam em sua presença. É o lugar onde coletivamente cantamos e adoramos a Deus, que habita no meio dos louvores do seu povo. Na igreja paramos para ouvir a explanação da Palavra de Deus, alimento para a alma, que nos faz crescer e amadurecer. É a oportunidade que temos de refletir juntos, como manda a própria Bíblia, e descortinamos um pouco das profundezas de Deus.

Foi na igreja que comecei a aprender as primeiras letras sagradas, ainda na adolescência. Foi numa igrejinha de madeira, num sábado à noite, num culto vivo, que me foi apresentada uma mensagem simples, mas profunda e bíblica, e não resisti e me rendi a Cristo Jesus, em lágrimas.

Na igreja fui inundado pelo Espírito Santo, num verdadeiro batismo, que me fez experimentar um pouco da dimensão celestial, sem afastar-me da razão mas inflamando meu coração com um desejo enorme de testemunhar Jesus.

Aprendi a examinar as Escrituras e sempre submeter todas as práticas e ensinamentos ao crivo da Bíblia, o que é a essência do Protestantismo. Aprendi a ser protestante.

Aprendi que Deus não faz distinção entre pessoas. A igreja é um lugar onde não importam a condição financeira, a origem, a cor da pele, o nível intelectual, todos são UM em Cristo Jesus, sem qualquer diferença, e todos são irmãos.

Amo a Igreja. Nela sempre há espaço para quem procura o verdadeiro sentido da vida, para quem deseja amar e ser amado, para quem quer servir a Deus e ser transformado por Ele, para quem quer um lugar seguro onde possa contemplar a beleza de Deus no rosto de um irmão que brilha durante o louvor, que se enche de esperança durante a pregação, que verte lágrimas em oração.

Ainda que a prática às vezes não corresponda a tudo isso, ainda que haja setores e instituições que se distanciaram muito desse ideal, ainda que homens perversos ou ignorantes deturpem as Escrituras e desfigurem a igreja/instituição, continuo achando que vale a pena ser Igreja, e lutar para mantê-la conforme o plano original de seu fundador: Jesus. A igreja ainda é lugar de esperança e nem as portas do inferno, da morte, ou da maldade prevalecerão contra ela.

Anúncios